Felicidade na Adversidade

21/09/2016 • Agenda, Destaque

“As pessoas mais belas que já encontrei foram aquelas que conheceram o sofrimento, conheceram a derrota, conheceram o esforço, conheceram a perda e encontraram seu próprio caminho para fora dessas profundidades. Essas pessoas têm uma apreciação, uma sensibilidade e uma compreensão da vida que as preenche de compaixão, gentileza e uma profunda inquietude amorosa.” Elisabeth Kübler-Ross

Esqueça tudo que você pensa ser necessário para ser feliz. Esqueça o sucesso que lhe venderam desde a escola e, por vezes, desde a família. Esqueça os “bens” materiais. Esqueça os check lists de ano novo. Ao menos por um tempo, deixe tudo isso de lado. A vida vai lhe desafiar inúmeras vezes e não serão aspectos externos que o sustentarão.

Seu lastro será a sua reserva de felicidade. Você vai precisar saber construir beleza na simplicidade e, mais que nunca, de sua rede de apoio amoroso. E vai precisar de um propósito, além de si mesmo. Como me disse a psicanalista quando, aos 19 anos de idade, recebi uma notícia que até hoje derruba muita gente madura: “Venha até a janela. Está vendo a lua? Você vai precisar desejar tê-la em suas mãos”.

Viver é coisa rara. E como tão bem define a médica Ana Cláudia Quintana Arantes: “A morte é uma ponte para a vida, não para a próxima, mas para esta”. Seja uma ameaça física ou existencial, a adversidade é capaz de despertar o melhor do humano porque traz à luz o que é real e dissipa o irreal. A morte nos questiona sobre o sentido da vida, vale abraçar este questionamento.

cowancaiman2

O fotógrafo Mark Cowan, descendo o rio Amazonas em uma missão da Universidade de Michigan, registrou a imagem de um caiman, espécie de jacaré, com uma coroa de borboletas. O encontro da pele áspera do réptil às coloridas hóspedes de três diferentes espécies remete ao encontro harmonioso e complementar dos opostos.

Às vezes somos caiman, às vezes intrépida borboleta. Mas, vivemos o ápice do nosso potencial quando podemos ser ambos. Ou melhor: quando compreendemos que a separação de felicidade e adversidade nada mais é que uma construção cultural.

SERVIÇO
Palestra “Felicidade em Meio à Adversidade: Viver é Coisa Rara”, com Carla Furtado
II Congresso Ibero Americano de Doenças Raras
22 de Outubro, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília
Informações e Inscrições Gratuitas: www.amaviraras.com

Tags: , , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *