É o Cão

18/07/2016 • Destaque, Estilo de Vida

Ter um cachorro de estimação (eu ainda acho que eles é que são os nossos donos!) é um fator promotor de saúde e bem-estar. Pesquisas mostram que o simples fato de acariciar seu bichinho promove a liberação de serotonina e ocitocina em você e esses são neurotransmissores que desempenham papel relevante na felicidade. Ter um pet em casa está associado ainda à redução do estresse e ao aumento da autoestima e da sociabilidade. Eles são capazes de suavizar nosso estado de ansiedade diante de situações adversas e aplacar a solidão.

hospital-pups-inline-001-today-160315_e1a9cb7e994c07cf36459e3ca5751697.today-inline-largeEm uma visita técnica que realizei ao Massachusetts General Hospital, um dos maiores hospitais dos Estados Unidos, lembro de cruzar com um Golden Retriever de crachá, devidamente acompanhado por um humano. Logo me explicaram que o animal trabalhava na instituição, em um programa que prevê visitas à beira do leito para crianças e adultos. E não são poucos os relatos do impacto positivo na rotina hospitalar e na recuperação dos pacientes.

Há 5 anos, convivo com o Argus Boy e há 3, como o Augusto Lee. Meus familiares da raça Shitzu já realizaram feitos fantásticos para demonstrar seu amor, que vão desde a festa que fazem quando volto da padaria após 10 minutos de ter saído a lamber a lágrima que escorria pelo meu rosto em um momento de luto.

A dica para quem pensa em abrir as portas de casa para um animal de estimação é avaliar muito bem as condições pessoais e da residência para recebê-lo, sabendo que terá dedicar atenção, tempo e recursos para protegê-lo e preservar sua vida. O retorno? Imensurável.

1899965_10202084426409969_1225976069_n
Argus Boy, 5 anos. Cara de príncipe, comportamento nem tanto. Líder da dupla.

10176018_10202480957482998_2723363857546275027_n
Augusto Lee, 3 anos. Ciumento, pensa que sou propriedade dele e, no fundo, tem razão.

Tags: , , , , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *